Pin It

Psicologia Comportamental

O que é o sistema nervoso autônomo?

O que é o sistema nervoso autônomo?

O sistema nervoso autônomo regula uma variedade de processos corporais que ocorrem sem esforço consciente.

O sistema autônomo é a parte do sistema nervoso periférico que é responsável, como o nome indica, pela regulação das funções involuntárias do corpo, como batimentos cardíacos, fluxo sanguíneo, respiração e digestão.

A estrutura do sistema nervoso autônomo

Este sistema é dividido em três ramos: o sistema simpático, o sistema parassimpático e o sistema nervoso entérico.

  • A divisão simpática do sistema nervoso autônomo regula as respostas de fuga ou luta. Esta divisão também realiza tarefas como relaxar a bexiga, acelerar a frequência cardíaca e dilatar as pupilas dos olhos.
  • A divisão parassimpática do sistema nervoso autônomo ajuda a manter as funções normais do corpo e conserva os recursos físicos. Essa divisão também realiza tarefas como controlar a bexiga, diminuir a frequência cardíaca e contrair os pupilos dos olhos.
  • O sistema nervoso autônomo também é constituído por um terceiro componente, conhecido como sistema nervoso entérico, confinado ao trato gastrointestinal.

O sistema nervoso autônomo opera recebendo informações do ambiente e de outras partes do corpo. Os sistemas simpático e parassimpático tendem a ter ações opostas em que um sistema estimula uma resposta onde o outro o inibe.

Tradicionalmente, acredita-se que a estimulação ocorra através do sistema simpático, enquanto se pensa que a inibição ocorre através do sistema parassimpático.

No entanto, muitas exceções foram encontradas. Hoje, o sistema simpático é visto como um sistema de resposta rápida que mobiliza o corpo para ação, em que se acredita que o sistema parassimpático age muito mais lentamente para diminuir as respostas.

Por exemplo, o sistema nervoso simpático agirá para aumentar a pressão sanguínea, enquanto o sistema nervoso parassimpático agirá para abaixá-la. Os dois sistemas trabalham em conjunto para gerenciar as respostas do corpo, dependendo da situação e da necessidade.

Se, por exemplo, você está enfrentando uma ameaça e precisa fugir, o sistema simpático rapidamente mobilizará seu corpo para agir. Uma vez que a ameaça tenha passado, o sistema parassimpático começará a atenuar essas respostas, retornando lentamente o seu corpo ao seu estado normal de repouso.

O que faz o sistema nervoso autônomo?

O sistema autonômico controla uma variedade de processos internos, incluindo:

  • Digestão
  • Pressão sanguínea
  • Frequência cardíaca
  • Micção e defecação
  • Resposta pupilar
  • Frequência respiratória
  • Resposta sexual
  • Temperatura corporal
  • Metabolismo
  • Balanço eletrolítico
  • Produção de fluidos corporais incluindo suor e saliva
  • Respostas emocionais

As vias nervosas autonômicas conectam diferentes órgãos ao tronco cerebral ou à medula espinhal. Há também dois neurotransmissores-chave, ou mensageiros químicos, que são importantes para a comunicação dentro do sistema nervoso autônomo.

A acetilcolina é freqüentemente usada no sistema parassimpático para ter um efeito inibidor, enquanto a noradrenalina frequentemente atua no sistema simpático para ter um efeito estimulante no organismo.

Problemas com o Sistema Nervoso Autônomo

Vários distúrbios e outras causas podem levar à ruptura do sistema nervoso autônomo. Alguns deles incluem a doença de Parkinson, neuropatia periférica, envelhecimento, distúrbios da medula espinhal e uso de drogas.

Os sintomas de um distúrbio autonômico podem incluir tontura ou tontura ao ficar em pé, disfunção erétil, falta de suor, incontinência urinária ou dificuldade de esvaziar a bexiga e falta de resposta pupilar.

O diagnóstico de um distúrbio autonômico requer uma avaliação médica que pode incluir um exame físico, registro da pressão arterial quando o paciente está deitado e em pé, testando a resposta do suor e um eletrocardiograma.

Se você suspeitar que possa ter algum tipo de distúrbio autonômico, consulte seu médico para mais informações e testes.

Uma palavra de Dsau

O sistema nervoso autônomo desempenha um papel importante no corpo humano, controlando muitos dos processos automáticos do corpo.

Este sistema também ajuda a preparar o corpo para lidar com o estresse e ameaças, bem como retornar o corpo para um estado de descanso depois. Aprender mais sobre essa parte do sistema nervoso pode lhe dar uma melhor compreensão dos processos subjacentes a muitos comportamentos e respostas humanas.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.