Pin It

Sistema Nervoso

Reflexos naturais e automáticos do seu corpo

Reflexos naturais e automáticos do seu corpo

Reflexos naturais e automáticos do seu corpo. Um reflexo é um movimento involuntário para um estímulo. É uma maneira relativamente simples (mas essencial) seu corpo transmite informações que nunca chega consciência…. A maior parte das funções que são fundamentais para a vida estão fora de nosso controle consciente.

A maioria de nós toma muito do que o corpo faz por nós, e isso é uma coisa boa. Seria extremamente difícil planejar e executar ativamente cada pequeno movimento que fazemos.

Enquanto você lê isso, reajustes sutis são feitos constantemente entre os músculos da coluna e do tronco para mantê-lo em equilíbrio. Seus olhos fazem pequenos reajustes para cada mudança de sua cabeça.

Suas pupilas se dilatam apropriadamente para se ajustar ao nível de luz e para se concentrar no que está à sua frente. Quando você engole, sua garganta fecha automaticamente suas vias aéreas para evitar que a saliva caia no tubo errado.

Cada respiração que você toma reajusta-se automaticamente para fornecer o equilíbrio correto de oxigênio e dióxido de carbono em seu sangue, bem como respirar mais profundamente de vez em quando para manter os pulmões abertos.

Estes são apenas alguns exemplos das respostas automáticas que nos mantêm funcionando todos os dias. A maioria das funções que são críticas para a vida estão fora do nosso controle consciente. Em vez disso, essas funções são regidas por reflexos.

Como funcionam os reflexos

O reflexo mais familiar é o reflexo patelar, no qual o joelho sacode quando um médico bate nele com um martelo. Embora isso seja considerado um reflexo simples, muitas páginas poderiam ser preenchidas explorando seus detalhes técnicos.

Resumidamente, o que você vê é a tentativa automática do corpo de corrigir um desequilíbrio que poderia fazer com que ele caísse.

Um músculo é esticado pelo martelo batendo em um tendão, e um sinal elétrico é enviado para a medula espinhal, que envia um sinal para tensionar o músculo para retorná-lo ao seu comprimento adequado. O resultado é um breve movimento brusco e o joelho se chuta para fora.

Ao mesmo tempo, um sinal elétrico é enviado para os músculos opostos no tendão, a fim de dizer a esses músculos para relaxar, para que eles não interfiram no endireitamento da perna. Nenhum sinal elétrico precisa chegar ao cérebro para que esse reflexo ocorra.

Por que os médicos testam os reflexo?

Os neurologistas usam diferentes reflexos para ver como diferentes partes do sistema nervoso estão funcionando. Por exemplo, para o reflexo do joelho funcionar, os nervos de e para o músculo devem estar intactos, e a medula espinhal precisa estar funcionando nesse nível.

Da mesma forma, um reflexo do tronco encefálico, como as pupilas contra a luz, pode ajudar um neurologista a saber que o tronco cerebral está funcionando adequadamente.

Além disso, os reflexos são moderados por muitas outras coisas no corpo. Por exemplo, o cérebro geralmente envia impulsos pela medula espinhal que mantém os reflexos, como o reflexo do joelho, relativamente calmo.

Depois de um derrame ou outro dano ao cérebro, a influência calmante no reflexo é perdida lentamente, e isso resulta em reflexos hiperativos. Uma das razões pelas quais os neurologistas verificam os reflexos é ver se há um desequilíbrio entre os lados esquerdo e direito, o que pode ser uma pista para danificar o cérebro ou a medula espinhal.

Às vezes, um reflexo pode parecer muito com um comportamento consciente. Por exemplo, no reflexo da “flexão tripla”, o joelho, o quadril e o pé se flexionam de tal forma que a perna se retira quando um estímulo doloroso é aplicado.

Isso pode acontecer mesmo que um sinal elétrico nunca chegue ao cérebro – ele pode ser completamente orquestrado pela medula espinhal. É importante distinguir entre um reflexo e movimento intencional em casos de coma ou alteração da consciência.

Não saber tudo o que os reflexos fazem por nós nos poupa muitos problemas no dia a dia. No entanto, saber sobre os reflexos e como testá-los pode lançar muita luz sobre como funciona o sistema nervoso e onde um problema pode estar em um distúrbio do sistema nervoso.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.