Artrite reumatóide

Causas, tipos e tratamento de esclerodermia

A esclerodermia é uma auto-imune, tecido conjuntivo doença. Não é uma doença única, mas sim um sintoma de um grupo de doenças complicadas pelo crescimento anormal do tecido conjuntivo que sustenta a pele e os órgãos internos.

Esclerodermia – Causas

A razão pela qual o corpo ataca suas próprias células nessa doença auto-imune não é conhecida. Os pesquisadores também não acreditam que a esclerodermia seja hereditária, mas os indivíduos de famílias com história ou outras doenças reumáticas podem ser mais propensos a desenvolvê-la.

Em alguns casos, a esclerodermya foi vinculada à exposição a certos produtos químicos ou poluentes – em outras palavras, fatores ambientais.

Prevalência

Esclerodermia afeta 75.000 a 100.000 pessoas nos Estados Unidos. De acordo com o American College of Rheumatology, 12 a 20 novos casos de esclerodermia por milhão são diagnosticados nos Estados Unidos a cada ano. Cerca de um terço desses indivíduos tem esclerose sistêmica, que afeta todo o corpo.

Quem recebe isso?

Mulheres entre 30 e 50 anos são responsáveis ​​por 75% dos casos de esclerodermia, mas homens e crianças de qualquer faixa etária também podem desenvolvê-la. A condição geralmente se desenvolve entre as idades de 25 a 55 anos.

Tipos de Esclerodermia

Existem dois tipos gerais de esclerodermia : localizada e generalizada (também conhecida como esclerose sistêmica). A localização está limitada ao espessamento e endurecimento da pele, enquanto os tipos generalizados envolvem vasos sanguíneos e órgãos internos.

  • Esclerodermia localizada:  A esclerodermia localizada afeta principalmente a pele e é subdividida em morféia (manchas duras e ovais na pele) e linear (uma linha distinta de pele espessada e anormalmente colorida que freqüentemente afeta os braços, pernas ou a testa).
  • Esclerose sistêmica:  A esclerose sistêmica é dividida em esclerodermya limitada (início gradual, restrito a certas áreas do corpo, pode afetar órgãos internos mais tarde) e esclerodermia difusa (início súbito, espessamento cobre uma área maior e pode afetar órgãos internos). Sine esclerodermya, que alguns consideram uma terceira categoria de esclerose sistêmica, não afeta a pele.

Esclerodermia – Sintomas comuns: CREST

Pessoas com esclerose sistêmica podem apresentar sintomas que se encaixam em um padrão característico, denominado CREST:

  • Calcinose (depósitos de cálcio no tecido conjuntivo)
  • Fenômeno de Raynaud (pequenos vasos sangüíneos dos dedos das mãos, dos pés, do nariz e das orelhas se contraem em resposta ao frio ou à ansiedade)
  • Disfunção esofágica (músculo na parte inferior do esôfago não funciona bem)
  • Esclerodactilia (pele grossa, firme e brilhante nos dedos das mãos ou dos pés)
  • Telangiectasias (pequenas manchas vermelhas nas mãos e face)

Diagnóstico

Nenhum teste único serve como um diagnóstico definitivo para esclerodermia. Uma combinação de achados do exame físico, exames de sangue e testes que podem avaliar problemas com órgãos do corpo ajudam a diagnosticar a esclerodermia.

A maioria das pessoas com esclerodermya tem testes positivos para anticorpos antinucleares. Um diagnóstico adequado é necessário para identificar um tratamento correto.

Opções de tratamento

Não há cura para a esclerodermia. Nenhuma droga ainda pode impedir o espessamento da pele associado à condição, mas os medicamentos são prescritos para controlar os sintomas, que podem incluir:

  • Fenômeno de Raynaud
  • azia
  • pressão alta
  • doença pulmonar intersticial
  • Hipertensão pulmonar
  • artrite
  • fraqueza muscular
  • problemas digestivos
  • problemas renais

Uma palavra de Dsau

Se você suspeitar ou tiver sido diagnosticado com esclerodermia ou esclerose sistêmica, obter um diagnóstico adequado e aprender mais sobre sua condição pode ajudá-lo a administrá-lo melhor. Ainda não há cura para a doença, mas existem estratégias eficazes para viver uma vida melhor.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.